Entrevista Exclusiva


São Paulo - 09 de abril de 2003


O
ANGRA é com certeza a banda de metal melódico brasileira mais conhecida no Brasil e em países que apreciam esse estilo. O retorno, depois do fim da formação de dez anos, foi mais do que bem vindo por fãs e admiradores em todos os cantos do mundo. A banda está lançando um CD duplo ao vivo chamado "Rebirth World Tour Live in São Paulo" e também um DVD. O CD duplo foi gravado num show realizado na Via Funchal, em São Paulo, no dia 15 de Dezembro de 2001. O DVD, além desse mesmo show que aparece na integra nessa estréia da banda no formato, trás também imagens gravadas em vários paises, material pessoal dos membros da banda e outras novidades. Entrevistamos o vocalista Edu Falaschi por telefone. Abaixo, principais trechos dessa entrevista.

Portal: O metal melódico é bem aceito no Brasil?
Edu: Sim e nós percebemos que o metal melódico cresceu muito no Brasil. Na Europa já existia uma certa tradição e público, o que tem acontecido no Brasil e o ANGRA tem sorte de ser uma banda pioneira nesse estilo mas com um diferencial da bandas européias, que soam muito iguais. Nós somos melódicos mas fazemos uma mistura com MPB e musica clássica e também somos uma referencia para muitas bandas, já que o ANGRA é uma das bandas pioneiras.

Portal: E a nova formação (não tão nova) já esta totalmente entrosada? O próximo trabalho do ANGRA vai ser conceitual?
Edu: Com certeza. O que começou como uma participação agora já esta consolidado. Quando eu entrei na banda, por exemplo, o conceito do disco REBIRTH já havia sido estruturado e tinha a ver com o retorno da banda, então não tivemos (os novos membros) muita participação na sua criação. No nosso próximo trabalho, todos estarão envolvidos no processo criativo. Não existe ainda um tema mas, acredito que vais ser conceitual. Vamos nos reunir nos próximos dias justamente para discutir isso e depois cada um vai pensar e criar individualmente para depois a gente fazer o trabalho novo. Nós ainda temos alguns lugares fora do Brasil para tocar em maio e junho. Em maio estaremos no festival VIÑA ROCK, na Espanha; em junho no GODS OF METAL da Itália e no SWEDEN ROCK da Suécia. Depois disso, vamos decidir o que o que vai ser gravado.

Portal: André Matos (ex-vocal do ANGRA) esta em dois CDs mais ou menos recentes - no VIRGO (projeto) e na sua nova banda SHAMAN. Você já ouviu esses novos trabalhos e você foi ao show do SHAMAN em São Paulo?
Edu: Ouvi sim e gostei. O VIRGO é um pop bem legal e o SHAMAN segue a linha do que o André já fazia e é bom também. Eu não fui ao show mas o Kiko (Loureiro - guitarra) e o Rafael (Bittencourt - guitarra) foram e eles gostaram muito do show.

Portal: O Japão continua sendo o maior mercado do ANGRA?
Edu: Olha, eu acredito que o Japão e o Brasil estão empatados em termos de aceitação da banda. O público do Angra cresceu muito no Brasil depois do lançamento do "Rebirth", inclusive entre a molecada na faixa dos 14/16 anos, cresceu bastante. Nós fomos duas vezes ao Japão com a nova formação e a recepção continua muito boa. Da mesma forma, a gente tem sido muito bem recebido no Brasil.

Portal: Tem alguma banda nacional que você ouve e gosta?
 

Edu: Mais bandas antigas. Ultimamente eu tenho ouvido o primeiro disco dos MUTANTES, que é de antes da Rita Lee, o "Tudo Foi Feito Pelo Sol". As bandas nacionais de rock eu acho muito ruins (se referindo às bandas "da mídia"), tipo CPM 22, essas coisas. No metal tem muitas bandas boas, como o próprio SYMBOLS (sua banda antes do Angra), que esta lançando um disco novo bem legal. Gosto também do KARMA e TUATHA DE DANANN, por exemplo.

Portal: Além de Metal Melódico, vocês ouvem mais o que?
Edu: Eu gosto muito de SUPERTRAMP, TEARS FOR FEARS e MPB, como a Elis Regina, por exemplo. O Kiko é Jazz total, MPB total. No geral a banda é bem eclética e escuta muita coisa.

  Portal: Essa correria toda da banda, em termos econômicos, tem sido compensatório?
Edu: Tem que ser, a gente larga tudo e só fica na música e tem muitas contas para pagar (risos), mas o mais importante é a música mesmo.

Portal: O disco novo do STRATOVARIUS (Elements Part 1) soa um pouco parecido com o Rebirth, você ouviu esse disco, você acha isso também?
Edu: Olha, eu ainda não ouvi inteiro, mas daquilo que eu ouvi, as orquestrações são muito parecidas com as do Rebirth, mas eu vou ouvir melhor para ver se tem muita semelhança mesmo.

Portal: Dos países por onde vocês já tocaram, em qual o publico é mais alucinado?
Edu: O público do Brasil com certeza! Não dá pra comparar com os de fora, que ficam pequenos quando se fala de Brasil. O IRON MAIDEN não lançou um DVD (e CD) gravado no Rock In Rio (3) por acaso. Na Europa não existe um público igual ao do Brasil. Os alemães vêm pra cá e piram. Eles estão acostumados a tocar para 500/1000 mil pessoas. Eles tocam no Brasil e não acreditam!


Portal: E projetos solos, alguém da banda tem algum em vista?
Edu: Eu pretendo fazer alguma coisa solo. Eu estou começando a compor mas ainda vai levar tempo. Ainda não pensei em ninguém para a banda e se der tudo certo, começo a gravar no ano que vem para ser lançado em 2005. Entre o final desse ano e o começo do próximo ano o ANGRA vai estar lançando um trabalho novo. A turnê de promoção do disco deve tomar quase um ano e não vai sobrar muito tempo para nada de imediato. Mas eu quero fazer algo mais pesado, com pitadas melódicas, mas pesado.

Portal:
Você tem idéias de quantas cópias foram vendidas do REBIRTH no mundo?
Edu: Não sei não (risos), vou dar um chute total, acredito que entre 300 e 400 mil cópias.

Portal: Pra finalizar (ele esta meio na correria porque tem mais entrevistas agendadas), deixa um alô pra galera.
Edu: O Angra está muito satisfeito com o apoio do público brasileiro e agradece muito. Fiquem espertos que o novo disco vai ser paulada na cabeça. Um abraço para todos!

Niva dos Santos- especial para o Portal do Rock
Fotos: Divulgação

Acesse o site oficial do Angra!

Veja a resenha do CD Rebirth!

Veja a resenha do CD Hunters and Prey!

MAIS ENTREVISTAS